Pular para o conteúdo principal

Uma Visão Sobre Escolhas Alimentares & Atividade Física em Tempos de Fim do Mundo

Preferi esperar a poeira baixar, dar tempo de nos adaptarmos a nova realidade em relação a pandemia com a qual ainda estamos lidando, antes de trazer alguns pontos que podem servir de verdadeiras pérolas para todos nós, tanto onívoros (aqueles que comem de tudo), quanto vegetarianos (aqueles que restringem parcialmente ou completamente o consumo de produtos de origem animal). De fato, não imaginei que passaríamos por isso;  já demos adeus a mais de um milhão de vidas (e subindo...) ( WORLDOMETERS, 2020 ) por conta de um vírus que tende a ser ainda mais perigoso quando infecta portadores de doenças crônicas como diabetes e hipertensão, asma, assim como obesos e indivíduos acima de 60 anos ( CENTRO DE CONTROLE E PREVENÇÃO DE DOENÇAS, 2020 ). Nos escondemos atrás de máscaras e litros de álcool em gel, mas sem nós dar conta de que através do desenvolvimento de Fitness (Hábitos Saudáveis, Educação Física e Nutrição), poderíamos prevenir não só as chances de termos graves complicações ao li

Uma Visão Sobre Escolhas Alimentares & Atividade Física em Tempos de Fim do Mundo

Preferi esperar a poeira baixar, dar tempo de nos adaptarmos a nova realidade em relação a pandemia com a qual ainda estamos lidando, antes de trazer alguns pontos que podem servir de verdadeiras pérolas para todos nós, tanto onívoros (aqueles que comem de tudo), quanto vegetarianos (aqueles que restringem parcialmente ou completamente o consumo de produtos de origem animal).

De fato, não imaginei que passaríamos por isso; já demos adeus a mais de um milhão de vidas (e subindo...) (WORLDOMETERS, 2020) por conta de um vírus que tende a ser ainda mais perigoso quando infecta portadores de doenças crônicas como diabetes e hipertensão, asma, assim como obesos e indivíduos acima de 60 anos (CENTRO DE CONTROLE E PREVENÇÃO DE DOENÇAS, 2020).

Nos escondemos atrás de máscaras e litros de álcool em gel, mas sem nós dar conta de que através do desenvolvimento de Fitness (Hábitos Saudáveis, Educação Física e Nutrição), poderíamos prevenir não só as chances de termos graves complicações ao lidar com o vírus ou sermos infectados por ele, assim como nos prepararmos para ameaças muito mais sombrias que podem vir a surgir no futuro.

Não que daqui a alguns meses você sairá na rua e se deparará com discos voadores comedores de gente, ou uma invasão de zumbis estilo Península, mas vai que a crise ambiental piora?

Ou digamos que você se veja no meio de uma guerra civil e não tenhamos o Capitão América para trocar socos com o Thanos?

Ou uma crise de água que lhe obrigue a caminhar longas distâncias ou até mesmo se mudar?

Ou falta de abastecimento de alimentos, em que passar dias sem comer pode se tornar sua única alternativa?

Por isso como educador físico, gostaria de deixar aqui algumas recomendações simples que podem lhe ajudar a superar não só o desafio presente, como lhe dar suporte para seguir firme se nós depararmos com algum novo em breve:

1) Mova-se & Pare de Chorar. Segundo alguns estudos, atividades aeróbicas (aquelas que elevam a frequência cardíaca) podem auxiliar no controle de sintomas depressivos. Isso pode ser feito através de exercícios como corrida, polichinelos, etc. mas sugiro que inclua também treinamento de força, como flexões, barras e agachamentos (COONEY et al., 2013).

2) Faça Força e Fique Zen. Além de exercícios de força com pesos corporal, utilize cargas externas como anilhas, halteres, kettlebells, ou mesmo livros, galões e baldes para atividade física. O treinamento de força auxilia na redução de estresse e ansiedade (STRICKLAND et al., 2014).

3) Faça Atividades Físicas & Blinde Sua Imunidade. A participação em atividade física regular parece ser capaz de melhorar nosso sistema imunológico (NIEMAN et al., 2019).

Além da atividade física, vale ressaltar a importância de nos hidratarmos bem (gosto de beber 1 litro de água para cada 20kg de peso corporal), nos recuperamos através de bom sono e comer uma alimentação saudável.

O que comemos e bebemos pode afetar a habilidade de nosso corpo de prevenir e combater ameaças, assim como se recuperar.

Enquanto nenhuma comida ou suplemento alimentar possa prevenir ou curar a infeção por COVID-19, dietas saudáveis são importantes para para fortalecer nosso sistema imunológico.

Boa nutrição pode inclusive diminuir as chances de desenvolver outros problemas como obesidade, doença cardíaca, diabetes e alguns tipos de câncer.

Ocorre que nessa busca por uma alimentação saudável, podemos nos deparar novamente com um dúvida recorrente:

Pensando em saúde, será que não é hora de parar de comer carne e virarmos todos vegetarianos?

Não necessariamente; antes de tudo, vale a recomendação de visitar um nutricionista com certa frequência a fim de ajustarmos nossa alimentação na busca por mais saúde, seja incluindo alimentos de origem animal ou não.

No entanto , tenho algumas observações que como educador físico, tenho segurança de que nenhum nutricionista discordaria:

Busque o equilíbrio em suas refeições. Com ou sem carne, todos nós podemos nos beneficiar de uma alimentação balanceada e diversificada, que inclua alimentos ricos em proteínas, carboidratos e gorduras, de alto valor biológico, preferencialmente não processados ou industrializados.

PAUSA PARA O BRÓCOLIS

- Mas Nilo, toda planta é uma fonte de proteínas, logo não precisamos de carne alguma.

Correto, mas não é tão simples assim. 

Quando dizemos que toda planta é uma fonte de proteínas, levamos em conta que as mesmas são formadas por uns "bloquinhos" chamados aminoácidos; porém em nossa alimentação, os alimentos considerados "proteínas" são aqueles que possuem todos os aminoácidos essenciais para o funcionamento de nosso corpo, e esse não é o caso das plantas, nem do brócolis, um dos meus melhores amigos.

A fim de utilizarmos proteínas vegetais, precisamos da compreensão de quais plantas, grãos, legumes e verduras devem ser consumidas ao longo do dia ou semana a fim de que elas possam se complementar fornecendo assim todos os aminoácidos necessários.

Além disso, um grande volume de comida vegetariana pode ser necessário para equivaler em proteína um mesmo alimento de origem animal, a menos que você esteja consumindo porções muito generosas de pasta de amendoim ou oleaginosas (nozes, castanhas, sementes, etc.).

Por isso, ressalto a importância de buscarmos auxílio e informação, antes de realizamos qualquer mudança na alimentação: seja para o vegetarianismo, para uma dieta low-carb*, para dietas com alto consumo de proteínas de origem animal, etc.

*Restrição no consumo de carboidratos.

Nenhum estilo de alimentação é necessariamente mais saudável, mas todos nós podemos nos beneficiar de uma dieta mais rica em frutas, verduras, legumes, nozes, castanhas, sementes, fibras em geral com mais alimentos in natura e menos alimentos processados e industrializados.

O consumo de carne, peixe, frango, ovos e laticínios pode não ser a melhor opção para todos, afinal nossas escolhas alimentares não envolvem apenas nossa saúde, mas também questões éticas e ambientais.

No mais, chegou aquela hora que o artigo vai acabando e dentro de poucos segundos você fechará essa aba e dará continuidade a sua busca incessante por informação.

Torço para que os que já estão se cuidando, sigam no processo de evolução, e que você, caso ainda não esteja fazendo nada do que propus na leitura de hoje, sinta-se motivado ou motivada a mudar suas atitudes, afinal, tem muita gente que não terá mais a chance de ler esse texto.

Poderia ser apenas uma ficção apocalíptica, mas não, de fato, estamos vivendo essa história.

Força. Se Cuide Para Ser Um Dos Heróis Que O Mundo Precisa Nesse Momento.

Postagens mais visitadas deste blog

Passei 1 Mês Comendo 1 Refeição Ao Dia

Janeiro de 2017, acabara de me mudar para uma nova casa. Segui curtindo meu novo emprego (trabalho também como modelo em uma empresa de ecommerce ) e super motivado a tentar algo novo, muito diferente do que simplesmente cortar alimentos refinados como vimos no artigo anterior . A ideia era contrariar uma das estratégias mais eficazes e básicas que você vai ouvir ao visitar um nutricionista: Coma de três em três horas. Os motivos para se comer assim são realmente eficazes e incluem: 1) Níveis de energia mais controlados devido à distribuição de açúcar constante e nutrição adequada durante todos os momentos do dia. 2) Menos fome repentina e desejo de comer besteiras monstruosamente; também devido ao açúcar controlado. 3) Maior chance de aproveitamento de tudo o que ingerimos e consequentemente melhor digestão. 4) Diminuição de catabolismo muscular (dano e possível perda de massa magra). 5) Você come menos, de maneira mais controlada e acelera seu metabolis

Meu Primeiro Ciclo Anabolizante

O que você precisa saber antes de ler esse artigo: 1) Não vai ter "para, para, para" do João Cléber. 2) A venda de anabolizantes e suplementos alimentares estrangeiros sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e sem informações de rotulagem em português é crime contra a saúde pública. 3) Por outro lado, a venda e prescrição de determinadas substâncias anabolizantes no Brasil não é ilegal desde que prescrita pelo devido médico. Segue o artigo: Art. 1o A dispensação ou a venda de medicamentos do grupo terapêutico dos esteroides ou peptídeos anabolizantes para uso humano estarão restritas à apresentação e retenção, pela farmácia ou drogaria, da cópia carbonada de receita emitida por médico ou dentista devidamente registrados nos respectivos conselhos profissionais.   ( PLANALTO, 2000 ) Com uma observação: Mesmo respeitando a lei, ou com a prescrição de um médico, tomar anabolizantes, seja para reposição ou para correção do nív

Apagar e Acender a Luz Não Queima a Lâmpada

- Nilo, dá para tirar o dedo do interruptor? Isso aqui não é boate não menino, vai acabar queimando essa luz. Faz tempo, mas daquelas verdade indiscutíveis de meus dias hiperativos, essa é uma daquelas que hoje posso rebater com toda certeza: Apagar e acender a luz não queima lâmpada alguma! Pelo menos não a do corpo humano. Pelo contrário, lhe ajuda a queimar gordura, acelera o metabolismo e faz o custo benefício de cada minuto de exercício subir ainda mais. Mas que lâmpada é essa a que me refiro? Apenas uma maneira figurada de entender nossa capacidade de gerar potência. Assim como uma lâmpada que consome mais energia de acordo com a intensidade de sua luz, o corpo humano também consome mais energia de acordo com a intensidade da atividade física que exercemos. E fato é que entre manter nossa lâmpada acesa com a luz bem suave por várias horas e deixá-la queimar com o máximo de incandescência possível ainda que por curtos períodos de tempo por repetidas vezes, é a segunda o