Lição #2 Metabolismo & Comida Informação


Dificilmente o magro é magro, só por metabolismo acelerado fora do normal ou um indivíduo acima do peso ou obeso simplesmente por conta de um metabolismo lento em comparação a como deveria ser (DERAM et al., 2009) . O metabolismo é a soma das reações que ocorrem na construção e quebra do corpo de um ser vivo, e sua velocidade pode mudar de acordo com três fatores limitantes: constituição genética, atividades físicas padrões e hábitos nutricionais.


Controlá-lo exige muito mais compreensão do que esforço, e entender a matemática do balanço energético ajuda (ainda que não seja a única coisa que importa).

O balanço energético é a relação entre todos as fontes de ingestão e utilização de energia. Quando positivo (comida demais) leva ao ganho de peso, e se radical demais, pode levar à hipertensão arterial, diabetes tipo 2, aumento de placas arteriais (gordura ruim) devido a resistência a insulina e até a alguns tipos de câncer.

Já o balanço energético negativo (dietas extremistas como a dos sucos e shakes) pode levar à perda extrema de peso, que em seguida, desacelera o metabolismo, diminui os níveis de energia, enfraquece a imunidade, traz consigo a dificuldade de concentração e pode trazer alterações nas funções reprodutivas e hormonais de nosso corpo.


A energia de nossos alimentos, ainda que estimada em números pelas famosas Calorias, não deve trazer consigo a ideia de que comida é apenas um combustível: Comida é informação. Todo alimento traz consigo um código similar ao de barras, chamado DNA, mas nem todos os seres são aptos a leitura desses códigos, por isso, a autoanálise dos efeitos de cada alimento ingerido nos ajuda a identificar tolerâncias a lactose, glúten, cafeína e alergias alimentares em geral.

Uma Caloria de refrigerante e uma Caloria de brócolis possuem o mesmo valor energético, porém nosso metabolismo não se resume em calorias, ele necessita também de nutrientes , fibras, vitaminas, minerais, etc. para que funcione com efetividade. Hábitos alimentares que incluam mais legumes, hortaliças e frutas e menos alimentos processados como bolos, biscoitos, pães e massas tornam consequentemente mais fácil controlar a ingestão de comida e sentir menos fome.

Força. Treine Sujo, Mas Jogue Limpo Com O Seu Corpo.