Mais Gordura por Mais Saúde!


Nosso corpo é formado por células; cada uma delas tem uma "pele" fina chamada membrana plasmática. O consumo de gordura através do que comemos afeta a condição dessa membrana. As gorduras saturadas (ovos, carne, coco, manteiga, queijo, etc.) tornam a membrana plasmática mais rígida; as gorduras polinsaturadas e monoinsaturadas (óleo de canola, amendoim, linhaça, girassol, óleo de peixe, nozes, castanhas, abacate, etc.) a tornam mais suave, permitindo um melhor aproveitamento de nutrientes, troca de energia mais eficiente, assim como um funcionamento mais saudável entre as células de nosso corpo (SIRI-TARINO, et al., 2009).

© Kudo Life

Aqui se inicia um parágrafo lento e um tanto formal, avance para o próximo, caso esteja lendo do escritório ou sem paciência para detalhes...


A digestão da gordura se dá principalmente no intestino, lá ela é emulsificada pela bile, e em seguida, dividida em ácidos graxos menores que irão ser absorvidos pelas paredes do intestino e vão para o sistema linfático (sistema responsável pela distribuição de gordura, eliminação e retenção de líquidos e bom funcionamento do sistema imunológico) (GOODMAN, 2009). Existem dois ácidos graxos essenciais que nosso corpo não é capaz de produzir por si só, eles são o Ômega 3 e o Ômega 6. Os Ômega-3 essenciais são os alfa-linolênico, ácidos docosaexaenoico e o eicosapentaenoico; Os Ômega 6 essenciais são os ácidos linoleico, ácido gama-linoleico e ácido araquidônico.

Volte para a leitura descontraída aqui...


Ao contrário do opinião popular de que gordura é ruim, a cada ano surgem novos estudos que apontam que a obesidade (ALLER et al., 2011) e seus males consequentes como o colesterol e pressão alta devem-se muito mais ao consumo elevado de açúcar (carboidratos) proveniente principalmente de alimentos processados (massas, grãos refinados, pizzas, farinhas, pães, biscoitos, sucos, sorvetes, barras de cereal, granolas) do que ao consumo de gordura (YANG et al., 2014).

© Steve Buissine
Já na hora de repensar sua ingestão de gordura, buscar um balanço entre gorduras saturadas, polinsaturadas e monoinsaturadas parece ser uma atitude inteligente. Caso tenha dificuldades, contar com o auxílio de um nutricionista torna a tarefa muito mais fácil e simples. 

Para fechar, com base no que como, apresento alguns exemplos de alimentos ricos nos mais diversos tipos de gorduras que poderiam fazer parte de seu dia a dia:


Café da Manhã: amêndoas, linhaça, chia, azeite extra virgem, ovos com gema.

Almoço: óleo de coco para untar panelas, azeite extra virgem para saladas, carne vermelha. 

Janta: paste de amendoim, castanhas, abacate, peito de frango, queijo, peixes. 

Suplemento: 1000-3000 mg de  Ômega 3 (DHA e EPA). 

Com diferentes combinações, é possível atingir através dessas opções um maior equilíbrio entre gorduras saturadas, polinsaturadas e monoinsaturadas.

Força. E Coma Gordura Para Perder Gordura.