Os Benefícios da Comida "Orgânica" e o Significado de "Natural"

Como consumidor, pela primeira vista, o preço de produtos orgânicos pode parecer sempre maior do que de alimentos processados. No entanto, compreender a razão por qual estamos pagando mais, ajuda a olhar para os preços mais elevados de uma maneira diferente. Você começa a se preocupar menos com as despesas extras de agora e um pouco mais sobre o que você estaria economizando no futuro ao escolher produtos orgânicos.



O que "Orgânico" Significa?

A palavra "orgânico" refere-se à maneira como os agricultores cultivam e processam produtos agrícolas, como frutas, grãos, legumes, laticínios e carnes. A agricultura biológica é projetada para encorajar a conservação do solo e da água e reduzir a poluição. Exemplos de práticas de agricultura biológica incluem o uso de fertilizantes naturais para alimentar o solo e plantas, e o uso de rotação de plantações para gerenciar a presença de ervas daninhas.

Produtos orgânicos devem estar livres de antibióticos, hormônios de crescimento artificiais, xarope concentrado de frutose de milho, corantes artificiais, adoçantes, pesticidas e fertilizantes químicos, proteínas geneticamente modificadas, ingredientes sintéticos e irradiação.

Basicamente, podemos dizer que hoje em dia comer "alimentos orgânicos" é o que nossas avós chamariam de comer simplesmente "comida". Muitas dessas práticas não existiam quando éramos mais jovens e foram introduzidas em nossos hábitos alimentares nas últimas décadas.



"Orgânico" e "Natural" São a Mesma Coisa?

"Natural" pode significar uma série de coisas diferentes, dependendo de onde você está. Os "alimentos naturais" são muitas vezes alimentos que são minimamente processados ​​e não contêm hormônios, antibióticos ou sabores artificiais, mas ainda assim não se limitam a essas características e podem sim conter ingredientes nada "orgânicos". Exemplos seriam: suco de frutas, produtos a base de trigo ou integrais, alimentos sem glúten, óleos, substitutos do açúcar refinado, cereais matinais, leite pasteurizado desnatado, iogurtes, todos eles podem dizer natural, mas ainda assim, não são orgânicos.



Devemos Optar por "Orgânicos"?

Levando a nossa saúde e a sustentabilidade do planeta em consideração, sim, todos nós deveríamos optar por alimentos orgânicos. Ainda assim, isso não significa que uma vida 100% orgânica seria o suficiente para representar uma dieta nutritiva, livre de processados e equilibrada, capaz também de atender nossas necessidades calóricas individuais diárias. Comer 10 kg de brócolis orgânico por dia, ou beber um galão de óleo de coco orgânico, ou nadar em uma piscina de açúcar mascavo, banana e canela (todos orgânicos), ou alimentar-se de quantidades absurdas de carne orgânica são exemplos extremos de dietas desequilibradas. Por isso, conte com um Especialista em Nutrição ou Nutricionista para ajudá-lo na obtenção de seus objetivos pessoais.

Força.