Pular para o conteúdo principal

Uma Visão Sobre Escolhas Alimentares & Atividade Física em Tempos de Fim do Mundo

Preferi esperar a poeira baixar, dar tempo de nos adaptarmos a nova realidade em relação a pandemia com a qual ainda estamos lidando, antes de trazer alguns pontos que podem servir de verdadeiras pérolas para todos nós, tanto onívoros (aqueles que comem de tudo), quanto vegetarianos (aqueles que restringem parcialmente ou completamente o consumo de produtos de origem animal). De fato, não imaginei que passaríamos por isso;  já demos adeus a mais de um milhão de vidas (e subindo...) ( WORLDOMETERS, 2020 ) por conta de um vírus que tende a ser ainda mais perigoso quando infecta portadores de doenças crônicas como diabetes e hipertensão, asma, assim como obesos e indivíduos acima de 60 anos ( CENTRO DE CONTROLE E PREVENÇÃO DE DOENÇAS, 2020 ). Nos escondemos atrás de máscaras e litros de álcool em gel, mas sem nós dar conta de que através do desenvolvimento de Fitness (Hábitos Saudáveis, Educação Física e Nutrição), poderíamos prevenir não só as chances de termos graves complicações ao li

A Saga da Caninha - Guia de Sobrevivência para Amantes do Álcool

Até que eu bebia bastante naquela fase dos dezoito anos, depois ficou chato, sem graça, cheguei a conclusão de que a desinibição causada pelo álcool já não valia tanto a pena. Comecei a enxergar no mesmo uma oportunidade para tornar-me um indivíduo preguiçoso em relação a enfrentar minhas próprias inseguranças quando sóbrio, e foi assim que perdi meu interesse pelo álcool.

Leve em conta porém, que acredito sim na existência daqueles que bebem por prazer e apreciação, e ainda que eu mesmo siga amante de um bom destilado, canecas de cerveja escura e taças de vinho tinto, em tempos de recessão invisto em outros prazeres (manteiga de amendoim). Cada um com suas escolhas.



Ainda assim, gosto de ser realista, três parágrafos já se foram e você deve estar se perguntando se o Fitness do Nilogia é realmente inerente ao universo desse artigo. Acontece que como educador físico, levando em conta Bem-Estar Fitness de um ponto de vista biológico, acredito que o mesmo se refere a habilidade do ser vivo de sobreviver e operar diante de qualquer situação ou ambiente proposto, inclusive mediante a episódios em que o treino do dia envolve termos como:

#bomberinho #shots #LMFAO #rabodegalo #fadaverde #cuba #vodka #51 #sentadonomeiofio #facofreestyle #saidecimadamesa #ontherocks #ocabelodelaestapegandofogo #levantoessecarronodeadlift e #porquetemumlaptopdentrodocongelador

Foi pensando naqueles que seguem quebrando tudo no fim de semana, acordando nos lugares mais imprevistos, trocando o dia pela noite e bebendo a água que passarinho não bebe, que me inspirei para escrever esse artigo. Afinal de contas, o objetivo do Nilogia Fitness não é ser um site exclusivo para meninos e meninas em forma, super comprometidos com treino e dieta, e sim um espaço inclusivo para todos, onde até o consumo de bebidas alcoólicas pode ser alterado para melhores resultados (ou pelo menos, menos estragos).

Não Gosta de Ler? Leia A Partir Desse Parágrafo! Tudo O Que Você Precisa Saber Sobre A Caninha:

1) O corpo entende o álcool como uma toxina; o fígado tenta se desintoxicar o mais rápido possível e com isso seu metabolismo diminui, por isso aquela fraqueza extrema após a bebedeira. Sendo assim, o álcool é muito mais um supressor da perda de gordura do que um estimulante.
2) Ainda pelo efeito tóxico, a bebida em excesso desacelera a síntese proteica e recuperação pós-treino. Pode até fazer com que você durma pesado e servir temporariamente como um relaxante muscular, mas nada além disso.



3) Os efeitos negativos do álcool podem ser agravados pelo que você bebe e come junto a bebida.
4) Comer constantemente mais calorias do que seu corpo necessita, independente do que escolha. Isso sim engorda.

E Aqui, O Que O Nilogia Fitness Sugere Para Amenizar a Situação e Aproveitar Mais de Cada Dose:

1) No dia em que for beber, corte o consumo de gorduras e carboidratos processados. Para o dia anterior e posterior a ingestão de álcool, limite os carboidratos a frutas, verduras, legumes e corte grãos, farinhas, sucos, balas, doces, bolachas, pães, massas e queijos em geral. Dessa forma você não só diminui sua ingestão calórica, como possibilita uma ingestão maior de nutrientes de comidas integrais, evitando também o excesso de açúcar e gorduras no sangue que poderiam levar a ganho de tecido adiposo (o famoso "bacon corporal"). Abaixo algumas sugestões simples de refeições:

Café da Manhã: claras de ovo e tomates grelhados.
Almoço e Janta: salada de folhas, verduras, carne, peixe ou frango grelhado.

2) Beba doses (tequila, vodca, cachaça), vinhos tinto-seco (menos carboidratos) e se for misturar com algo, nada de sucos, açúcar, leite condensado, refrigerantes, xaropes, energéticos ou creme de leite. Misture frutas, mas nada além. Há quem optaria por opções diet, porém não as recomendo, já que muitos estudos indicam que os adoçantes artificiais podem contribuir para doenças como o Câncer e o Alzheimer, além de estimularem o consumo excessivo devido ao paladar agradável. A razão de optar pelos destilados, é dar chance ao corpo de priorizar o metabolismo do álcool e sua eliminação o mais rápido possível, sem que haja a necessidade de preocupar-se com outros nutrientes como carboidratos e gorduras.


3) Consuma no máximo uma dose por hora e alterne com muita água. Sendo assim, não divida garrafas, compre a sua. Entre outros males, a presença elevada do álcool no sangue leva aos efeitos da bebedeira, afetam por completo o sistema nervoso e retardam o processo de desintoxicação. Essa sugestão não só evita o acúmulo indesejado de nutrientes em gordura corporal, assim como serve como auxílio ao seu Fitness Financeiro (aquele referente ao seu bolso).

4) Se for comer, não beba. Se for beber, não coma. Crie uma situação favorável para que o álcool seja eliminado o mais rápido possível, planeje! Se for beber a noite, prepare-se durante o dia e principalmente, prepare-se para o espírito devorador que toma conta de alguns nas horas e dias após a bebedeira. Já trabalhei com meninas que relatam episódios em que precisam implorar para amigos e amigas não permitirem que elas comam após as noites de festa, pois as mais centradas possíveis já se sentiram impulsionadas a devorarem refeições nada saudáveis em tamanhos que muito homem sóbrio recusaria. O mesmo é válido para os homens, ficam corajosos, voltam da noite com fome, destroem tudo o que tem na dispensa e depois querem miraculosamente queimar tudo na academia.



5) Evite cerveja. Um bom exemplo de bebida com muitos carboidratos que sugiro evitar. Apenas recapitulando, não é a cerveja que vai "aumentar" sua barriga, é o fato de que o consumo desnecessário de carboidratos presentes na mesma, assim como o excesso de calorias, tendem a ser convertidos em gordura, enquanto o corpo tenta se livrar do álcool consumido.

6) Não beba se estiver pensando nos possíveis benefícios a sua saúde. Resveratrol no vinho? Cevada na cerveja? Antioxidantes? Para cada estudo X há um estudo Y provando exatamente o contrário, marketing! Existem fontes mais saudáveis de vitaminas, minerais, resveratrol e cevada do que bebidas alcoólicas.

Força. E Mantenha-se Sóbrio de Preferência.

Postagens mais visitadas deste blog

Passei 1 Mês Comendo 1 Refeição Ao Dia

Janeiro de 2017, acabara de me mudar para uma nova casa. Segui curtindo meu novo emprego (trabalho também como modelo em uma empresa de ecommerce ) e super motivado a tentar algo novo, muito diferente do que simplesmente cortar alimentos refinados como vimos no artigo anterior . A ideia era contrariar uma das estratégias mais eficazes e básicas que você vai ouvir ao visitar um nutricionista: Coma de três em três horas. Os motivos para se comer assim são realmente eficazes e incluem: 1) Níveis de energia mais controlados devido à distribuição de açúcar constante e nutrição adequada durante todos os momentos do dia. 2) Menos fome repentina e desejo de comer besteiras monstruosamente; também devido ao açúcar controlado. 3) Maior chance de aproveitamento de tudo o que ingerimos e consequentemente melhor digestão. 4) Diminuição de catabolismo muscular (dano e possível perda de massa magra). 5) Você come menos, de maneira mais controlada e acelera seu metabolis

Meu Primeiro Ciclo Anabolizante

O que você precisa saber antes de ler esse artigo: 1) Não vai ter "para, para, para" do João Cléber. 2) A venda de anabolizantes e suplementos alimentares estrangeiros sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e sem informações de rotulagem em português é crime contra a saúde pública. 3) Por outro lado, a venda e prescrição de determinadas substâncias anabolizantes no Brasil não é ilegal desde que prescrita pelo devido médico. Segue o artigo: Art. 1o A dispensação ou a venda de medicamentos do grupo terapêutico dos esteroides ou peptídeos anabolizantes para uso humano estarão restritas à apresentação e retenção, pela farmácia ou drogaria, da cópia carbonada de receita emitida por médico ou dentista devidamente registrados nos respectivos conselhos profissionais.   ( PLANALTO, 2000 ) Com uma observação: Mesmo respeitando a lei, ou com a prescrição de um médico, tomar anabolizantes, seja para reposição ou para correção do nív

Apagar e Acender a Luz Não Queima a Lâmpada

- Nilo, dá para tirar o dedo do interruptor? Isso aqui não é boate não menino, vai acabar queimando essa luz. Faz tempo, mas daquelas verdade indiscutíveis de meus dias hiperativos, essa é uma daquelas que hoje posso rebater com toda certeza: Apagar e acender a luz não queima lâmpada alguma! Pelo menos não a do corpo humano. Pelo contrário, lhe ajuda a queimar gordura, acelera o metabolismo e faz o custo benefício de cada minuto de exercício subir ainda mais. Mas que lâmpada é essa a que me refiro? Apenas uma maneira figurada de entender nossa capacidade de gerar potência. Assim como uma lâmpada que consome mais energia de acordo com a intensidade de sua luz, o corpo humano também consome mais energia de acordo com a intensidade da atividade física que exercemos. E fato é que entre manter nossa lâmpada acesa com a luz bem suave por várias horas e deixá-la queimar com o máximo de incandescência possível ainda que por curtos períodos de tempo por repetidas vezes, é a segunda o