Sempre Desconfortável (Parte 1 de 3)

O Nilogia Fitness reúne de maneira simples, estratégias que podem melhorar o desenvolvimento de nossa aptidão física, saúde e capacidade de lidar com as situações mais comuns da vida, tudo isso a partir de um ponto de vista descontraído e minimalista.

A Nilogia é simples: Destacar o que funciona de tudo que abra mão de nossa segurança, eficácia e eficiência.

Levando em conta os períodos de festas e as desculpas que arrumamos para dar aquela relaxada em relação a nutrição, economia e desenvolvimento intelectual, começamos o curso Sempre Desconfortável:

Quantas foram as vezes que você ouviu falar da zona de conforto? Aquele momento em que você se pega estagnado, seguindo o fluxo de seus dias, deixando-se levar. Seja com o marido que você não quer ou no trabalho que você não gosta, com a menina que você sabe não valer nada, ou com aquela barriga que acumulou nos últimos 10 anos.



Tenho algo para lhe falar, algo que eu mesmo às vezes me pego distraído demais para recordar. Não existe zona de conforto! Qualquer uma das situações descritas acima já são super desconfortáveis! Nenhum plano também é um plano, queira ou não, todas as suas atitudes vão trazer um resultado. Sendo assim, aqui vão algumas dicas do Nilogia para que você siga com o melhor de uma vida Sempre Desconfortável:

1) Desapegue-se de bens Materiais. Nosso corpo é o único bem que realmente não tem preço. Não precisamos de mais e sim tirar o máximo do que já temos. Desapegue-se.
2) Entre em forma. A vida pode estar difícil, mas nada melhor do que olhar para si mesmo e sentir-se feliz com sua forma e bem estar. Siga a sequência MCBD (mova-se-coma-beba-durma): Mova-se sempre que possível; coma alimentos não processados e apenas o suficiente; beba um litro de água para cada vinte quilos de peso corporal e durma o suficiente (6-10 horas dependendo de suas necessidades naturais).
3) Foco no presente. É aqui que a vida acontece. Observe o presente, planeje sim o futuro, analise também o passado, mas  priorize o presente.
4) Sorria. Nem que seja um sorriso forçado, mas sorria. O ato de sorrir e gargalhar estimula a liberação de hormônios que melhoram o nosso humor (e os dos que vivem a nossa volta).
5) Leia. O ato de ler estimula nossa criatividade e tende a render mais por minuto de leitura do que assistir documentários, filmes, aulas ou palestras. Evite revistas, infelizmente as propagandas contribuem de forma abusiva para o conteúdo delas.
6) Tome sol. E longe de mim entrar em detalhes quanto a vitamina D, tome sol e note a diferença que 15 minutos diários podem fazer em seu humor e níveis de energia. Câncer? As chances de você contraí-lo sem sol e com filtro solar são tão alarmantes quanto se você se expor a pequenas quantidades diariamente.
7) Separe um tempo do dia para preocupar-se. Aprendi com uma professora de espanhol que a palavra é clara: pre-ocupar-se, seja que nos pre-ocupamos ao invés de ocuparmos-nos em produzir resultados. Por isso, tome um momento do dia ou noite para analisar o que precisa ser resolvido.
8) Seja honesto. Integridade é uma das únicas coisas que você tem ou não tem.
9) Transforme sonhos em metas. Sonhos são abstratos, crie metas e você aumenta a possibilidade de torná-los reais.
10) Comece seu dia do jeito certo. A aula é às 7? Chegue às 7 e amplie as possibilidades de um dia sem atrasos. Refrigerante de manhã, acordar na base do ALARME; Pular o café da manhã e se entupir de doces, 30 minutos inúteis vendo o Não Sei o Quê Urgente definitivamente não contribuem para um dia positivo.

Força. Nilo Lima.