6 Coisas que Todo CrossFitter & Amante de Academia Precisa Saber

Não importa se chamamos nosso treino de WOD ou série do dia; se vamos ver pokémons ou não, depois de 3 minutos de treino ou 50 minutos de Aqua-Aero-Zumba-Espacial, aqui estão algumas coisas que como educador físico acho importante que todo praticante de atividades físicas saiba:

1) Todo Exercício Físico é Melhor do Que Nenhum. Mas você pode se machucar com "invencionismos", por isso, a menos que tenha certeza do que está fazendo, invista no auxílio de profissionais.


2) Postura de Concreto. Proteja sua coluna e aprenda a executar qualquer atividade sempre com uma postura neutra, ativando a musculatura do core. Fique ereto, mova seus ombros para trás, não para cima, sem exagerar, abra o peito, barriga para dentro sem hiper-estender a lombar, e contraia levemente seus glúteos.

3) Flexione os Joelhos. Principalmente ao executar movimentos para membros superiores em pé. Ao flexioná-los ligeiramente, você terá maior facilidade para manter a postura neutra, mantendo suas costas protegidas. Dores nas costas tendem a ser resultado de uma postura ruim na execução de exercícios. Passamos boa parte do dia curvados, sem ativação nenhuma da lombar, daí quando vamos para o treinamento, os músculos fracos da posterior acabam por não responder como deveriam. Nada de fazer rosca bíceps com "pernas esticadas".


4) Exercícios de Assistência São Essenciais como Escovar os Dentes. Agachamentos, puxadas na barra fixa, levantamentos-terra (o deadlift), desenvolvimentos no plano vertical (press), abdominais dos mais diversos tipos, somados a atividades multiarticulares como correr, remar, pedalar...E ainda assim estamos longe de um programa completo. O cliente de hoje, frequentador de boxes de CrossFit ou de academias convencionais, dificilmente recebe um programa que inclua exercícios assistenciais específicos para suas individualidades ou metas. Variações de pranchas, exercícios que sempre realizamos com impulso no CrossFit que poderiam ser treinados por força ou com variações fora do horário de aula, trabalho de equilíbrio, assim como movimentos isolados para antebraço, bíceps, abdutores, adutores, assim como movimentos que desafiem o equilíbrio, não devem ser deixados de lado.

5) O Treino de Verdade Acontece na Cozinha. Não minta para si mesmo. Aquela uma hora se matando, urrando, bufando, uivando ou seja lá que tipo de ruído você produza, de nada adianta, se você só come comida de qualidade ruim. Nem seu whey salva.


6) Tenha Mais Atenção Com a Carga que Escolhe. Se na planilha está claro que o próximo exercício deve ser feito para 8, 12, 6 ou 3 repetições, não adianta você colocar na barra um peso que não esteja adequado a esse número. Você não precisa trabalhar com porcentagens ou fazer cálculos difíceis, mas é interessante que saiba que de nada vai adiantar ficar movendo esses pesos para cima e para baixo, se os mesmos não lhe permitirem ganhos de força e condicionamento físico. Uma série para doze repetições, não deveria ser feita com uma carga que você sabe muito bem que poderia estar fazendo para 30 repetições. Adaptações hormonais e do sistema nervoso central, aumento de densidade óssea, hipertrofia muscular, aumento de força, tudo depende de um estímulo adequado. Saia de sua zona de conforto e tenha mais resultados.

Força.