Pular para o conteúdo principal

Uma Visão Sobre Escolhas Alimentares & Atividade Física em Tempos de Fim do Mundo

Preferi esperar a poeira baixar, dar tempo de nos adaptarmos a nova realidade em relação a pandemia com a qual ainda estamos lidando, antes de trazer alguns pontos que podem servir de verdadeiras pérolas para todos nós, tanto onívoros (aqueles que comem de tudo), quanto vegetarianos (aqueles que restringem parcialmente ou completamente o consumo de produtos de origem animal). De fato, não imaginei que passaríamos por isso;  já demos adeus a mais de um milhão de vidas (e subindo...) ( WORLDOMETERS, 2020 ) por conta de um vírus que tende a ser ainda mais perigoso quando infecta portadores de doenças crônicas como diabetes e hipertensão, asma, assim como obesos e indivíduos acima de 60 anos ( CENTRO DE CONTROLE E PREVENÇÃO DE DOENÇAS, 2020 ). Nos escondemos atrás de máscaras e litros de álcool em gel, mas sem nós dar conta de que através do desenvolvimento de Fitness (Hábitos Saudáveis, Educação Física e Nutrição), poderíamos prevenir não só as chances de termos graves complicações ao li

Always Uncomfortable (Part 2 of 3)

Following the first part of the Always Uncomfortable Series, there is no such thing as comfort zone. Any situation that you may think as being a sign of living in the comfort zone is quite uncomfortable by itself. Living by no plan is also a plan, so here are some Nilogia suggestions to make the best of it:

11) Travel. It expands our existence at the same time it gives us the chance of being grateful for the world we live in. It teaches us to detach from the material and how to give more importance to the experiences.



12) Forgive. A grudge is like trash into that backpack or purse you carry everywhere. Of course it should not mean that by forgiving you are up to all the suffering again.
13) Visualize. It does not matter if you are preparing for a big lift or getting ideas about the reality you want to achieve; visualizing is a great and free technique that helps us on getting closer and closer to concrete goals.
14) Meditate. Work the time and technique according to your priorities and possibilities. I suggest the use of breathing exercises (pranayamas),  koans (kind of unanswerable questions that might help you on emptying your mind) or really taking a specific time to close your eyes and empty your mind.



15) Challenge Self Control. It might be by fasting, by exposing yourself to cold, by taking dance classes, by reading a book you would never pick; whatever you choose, be consistent and see how positively it affects your perception towards feelings and emotions.
16) Get Away From Technology. I mean it. As with meditation, choose how you can be consistent with that. Dinner without your cell phone, a day without social media, or why not a full week without your mobile, messenger and social media?



17) Relax. The same way we program a cheat day or meal in a diet with the intent of making it more effective and easier to follow for longer periods, we all benefit from some sort of relaxation or distraction.
18) Have a Purpose. We are born, then we grow up (study, work, get married, have kids, get divorced...) and die. Really? Is that how you want to define your passage by this planet? Whatever your are doing right now, stop for a second and ask yourself: Is it consistent with my life purpose? Am I working towards it or against it?
19) Challenge Your Brain. Read with the mobile upside-down, write with the opposite hand, take a different way back home, play video-games, but make sure you keep challenging your brain.
20) Expose Yourself to Something Positive Before Bed and After Waking. Instead of watching the news, read a book, listen to soft music, have sex or make love, listen to motivational speakers (Earl Nightingale, Deepak Chopra, Bryan Tracy), it works much better than the news about the weather, traffic and violence.

Keep Strong. And Recap Part 1.

Postagens mais visitadas deste blog

Passei 1 Mês Comendo 1 Refeição Ao Dia

Janeiro de 2017, acabara de me mudar para uma nova casa. Segui curtindo meu novo emprego (trabalho também como modelo em uma empresa de ecommerce ) e super motivado a tentar algo novo, muito diferente do que simplesmente cortar alimentos refinados como vimos no artigo anterior . A ideia era contrariar uma das estratégias mais eficazes e básicas que você vai ouvir ao visitar um nutricionista: Coma de três em três horas. Os motivos para se comer assim são realmente eficazes e incluem: 1) Níveis de energia mais controlados devido à distribuição de açúcar constante e nutrição adequada durante todos os momentos do dia. 2) Menos fome repentina e desejo de comer besteiras monstruosamente; também devido ao açúcar controlado. 3) Maior chance de aproveitamento de tudo o que ingerimos e consequentemente melhor digestão. 4) Diminuição de catabolismo muscular (dano e possível perda de massa magra). 5) Você come menos, de maneira mais controlada e acelera seu metabolis

Meu Primeiro Ciclo Anabolizante

O que você precisa saber antes de ler esse artigo: 1) Não vai ter "para, para, para" do João Cléber. 2) A venda de anabolizantes e suplementos alimentares estrangeiros sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e sem informações de rotulagem em português é crime contra a saúde pública. 3) Por outro lado, a venda e prescrição de determinadas substâncias anabolizantes no Brasil não é ilegal desde que prescrita pelo devido médico. Segue o artigo: Art. 1o A dispensação ou a venda de medicamentos do grupo terapêutico dos esteroides ou peptídeos anabolizantes para uso humano estarão restritas à apresentação e retenção, pela farmácia ou drogaria, da cópia carbonada de receita emitida por médico ou dentista devidamente registrados nos respectivos conselhos profissionais.   ( PLANALTO, 2000 ) Com uma observação: Mesmo respeitando a lei, ou com a prescrição de um médico, tomar anabolizantes, seja para reposição ou para correção do nív

Apagar e Acender a Luz Não Queima a Lâmpada

- Nilo, dá para tirar o dedo do interruptor? Isso aqui não é boate não menino, vai acabar queimando essa luz. Faz tempo, mas daquelas verdade indiscutíveis de meus dias hiperativos, essa é uma daquelas que hoje posso rebater com toda certeza: Apagar e acender a luz não queima lâmpada alguma! Pelo menos não a do corpo humano. Pelo contrário, lhe ajuda a queimar gordura, acelera o metabolismo e faz o custo benefício de cada minuto de exercício subir ainda mais. Mas que lâmpada é essa a que me refiro? Apenas uma maneira figurada de entender nossa capacidade de gerar potência. Assim como uma lâmpada que consome mais energia de acordo com a intensidade de sua luz, o corpo humano também consome mais energia de acordo com a intensidade da atividade física que exercemos. E fato é que entre manter nossa lâmpada acesa com a luz bem suave por várias horas e deixá-la queimar com o máximo de incandescência possível ainda que por curtos períodos de tempo por repetidas vezes, é a segunda o