Pular para o conteúdo principal

Uma Visão Sobre Escolhas Alimentares & Atividade Física em Tempos de Fim do Mundo

Preferi esperar a poeira baixar, dar tempo de nos adaptarmos a nova realidade em relação a pandemia com a qual ainda estamos lidando, antes de trazer alguns pontos que podem servir de verdadeiras pérolas para todos nós, tanto onívoros (aqueles que comem de tudo), quanto vegetarianos (aqueles que restringem parcialmente ou completamente o consumo de produtos de origem animal). De fato, não imaginei que passaríamos por isso;  já demos adeus a mais de um milhão de vidas (e subindo...) ( WORLDOMETERS, 2020 ) por conta de um vírus que tende a ser ainda mais perigoso quando infecta portadores de doenças crônicas como diabetes e hipertensão, asma, assim como obesos e indivíduos acima de 60 anos ( CENTRO DE CONTROLE E PREVENÇÃO DE DOENÇAS, 2020 ). Nos escondemos atrás de máscaras e litros de álcool em gel, mas sem nós dar conta de que através do desenvolvimento de Fitness (Hábitos Saudáveis, Educação Física e Nutrição), poderíamos prevenir não só as chances de termos graves complicações ao li

How Much Protein Should We Eat?



We even learned what carbohydrates, proteins and fats are. But today we are going to focus a little bit more on proteins, shall we? 


© 
How Much Protein Should We Eat?

The daily recommendation is 0.8g per kg of body weight  (PHILLIPS, 2012), but this number is based only on preventing disabilities and disease. Therefore, eating only this amount will not necessarily be effective for hypertrophy (lean mass gain) or recovery after intense physical activity.

Protein works as Lego blocks, it is used not only to build muscle mass, tendons, organs, skin, as well as in the synthesis of hormones, neurotransmitters, enzymes and various molecules that have important functions in our body.

For athletes, bodybuilders and crossfitters, who are interested in increasing muscle mass and performance, some studies show that an intake of more than 1.8g / kg is wasteful, others suggest that something around 2.2g / kg is ideal.

While there is no exact number for how much each of us should ingest, 2g / kg remains a great goal for anyone who is active or aiming to increase muscle mass.

For individuals interested in fat loss, a greater amount of protein, around 3g / kg seems to be effective due to the thermogenic effect caused by protein digestion, increased satiety and greater availability of amino acids needed to avoid muscle catabolism during caloric intake restriction. (WEIGLE et al., 2005)

©  
And regarding to what you may have heard about the risks of overeating protein, literature shows evidence that protein restriction is only helpful when individuals are already dealing with pre-existing kidney disease, but there is no evidence that high protein intake is bad for our health (probably to our wallets, as any surplus goes down the toilet). (POORTMANS et al., 1999)

Below you will find the average protein content of foods that you are probably using here and there. In order to compare how much there is in each item, we take as a base 150g (about 5oz) of each food:

150g chicken (the palm of your hand) 30g Protein

150g  steak 35g of Protein

150g egg white 125g Protein

150g tilapia 27g Protein

150g whey concentrate 120g Protein

Vegan Options:

150g beans 14g Protein

150g broccoli 5g Protein

150g quinoa 20g Protein

150g peanut butter 30g Protein

As a trainer, I do suggest that you focus not only on achieving your ideal protein intake as well as all the other nutrients intake, including carbohydrates, fats, fiber, vitamins and minerals. It is definitely a smart choice looking for a nutritionist to help you with your goals.

Keep Strong. And Eat Less Junk Food.

Postagens mais visitadas deste blog

Passei 1 Mês Comendo 1 Refeição Ao Dia

Janeiro de 2017, acabara de me mudar para uma nova casa. Segui curtindo meu novo emprego (trabalho também como modelo em uma empresa de ecommerce ) e super motivado a tentar algo novo, muito diferente do que simplesmente cortar alimentos refinados como vimos no artigo anterior . A ideia era contrariar uma das estratégias mais eficazes e básicas que você vai ouvir ao visitar um nutricionista: Coma de três em três horas. Os motivos para se comer assim são realmente eficazes e incluem: 1) Níveis de energia mais controlados devido à distribuição de açúcar constante e nutrição adequada durante todos os momentos do dia. 2) Menos fome repentina e desejo de comer besteiras monstruosamente; também devido ao açúcar controlado. 3) Maior chance de aproveitamento de tudo o que ingerimos e consequentemente melhor digestão. 4) Diminuição de catabolismo muscular (dano e possível perda de massa magra). 5) Você come menos, de maneira mais controlada e acelera seu metabolis

Meu Primeiro Ciclo Anabolizante

O que você precisa saber antes de ler esse artigo: 1) Não vai ter "para, para, para" do João Cléber. 2) A venda de anabolizantes e suplementos alimentares estrangeiros sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e sem informações de rotulagem em português é crime contra a saúde pública. 3) Por outro lado, a venda e prescrição de determinadas substâncias anabolizantes no Brasil não é ilegal desde que prescrita pelo devido médico. Segue o artigo: Art. 1o A dispensação ou a venda de medicamentos do grupo terapêutico dos esteroides ou peptídeos anabolizantes para uso humano estarão restritas à apresentação e retenção, pela farmácia ou drogaria, da cópia carbonada de receita emitida por médico ou dentista devidamente registrados nos respectivos conselhos profissionais.   ( PLANALTO, 2000 ) Com uma observação: Mesmo respeitando a lei, ou com a prescrição de um médico, tomar anabolizantes, seja para reposição ou para correção do nív

Apagar e Acender a Luz Não Queima a Lâmpada

- Nilo, dá para tirar o dedo do interruptor? Isso aqui não é boate não menino, vai acabar queimando essa luz. Faz tempo, mas daquelas verdade indiscutíveis de meus dias hiperativos, essa é uma daquelas que hoje posso rebater com toda certeza: Apagar e acender a luz não queima lâmpada alguma! Pelo menos não a do corpo humano. Pelo contrário, lhe ajuda a queimar gordura, acelera o metabolismo e faz o custo benefício de cada minuto de exercício subir ainda mais. Mas que lâmpada é essa a que me refiro? Apenas uma maneira figurada de entender nossa capacidade de gerar potência. Assim como uma lâmpada que consome mais energia de acordo com a intensidade de sua luz, o corpo humano também consome mais energia de acordo com a intensidade da atividade física que exercemos. E fato é que entre manter nossa lâmpada acesa com a luz bem suave por várias horas e deixá-la queimar com o máximo de incandescência possível ainda que por curtos períodos de tempo por repetidas vezes, é a segunda o