Pular para o conteúdo principal

Treino de Pegada & Antebraço Por Um Coração Saudável

Está certo que você consegue ir na academia fazer séries intermináveis de agachamento ou supino, mas ainda assim tem uma questão que provavelmente ficou de lado, igual o treino de panturrilha. O seu treino de antebraço! E não é pela simples estética, simetria, ou preocupação se o seu antebraço está proporcional ao seu braço. E muito menos algo que apenas homens deveriam buscar melhorar.


Treinar sua pegada, ou seja, a força que você tem ao segurar um objeto, assim como simultaneamente treinar os músculos envolvidos no seu antebraço, pode fazer total diferença no seu resultado final, tanto estético como na sua resistência e saúde cardiovascular. A sua capacidade de demonstrar força em movimentos que exijam agarrar, puxar, segurar não só são utilizadas em movimentos ginásticos e exercícios da musculação, como também no seu dia a dia.

Lembre das vezes em que você tem que abrir uma embalagem, um pote, carregar sacolas pesadas de compras e sua bagagem na hora da viagem.
Essa pesquisa recente…

Comer Gordura Para Perder Gordura & Desventuras do Carboidrato


ATENÇÃO: ESSA PUBLICAÇÃO NÃO TRATA DE HÁBITOS ALIMENTARES RELACIONADOS AO CONSUMO ZERO DE CARBOIDRATOS; EXPRESSA APENAS A OPINIÃO DO AUTOR E SUA EXPERIÊNCIA CONSUMINDO MENOS CARBOIDRATOS.

Dia desses fui questionado por que meu prato tinha apenas folhas e carne, e se eu não comeria carboidrato.

Daí veio um fato interessante, já parou para pensar que há alguns anos atrás palavras como carboidrato, proteína, glicose não faziam parte de nosso vocabulário comum?

Os tempos são outros; a cada dia temos mais acesso à informação, obesidade da mesma, e ainda que muito do que possamos encontrar se contradiga, seja falso ou sem comprovação, e/ou seja inútil, uma coisa é certa: Hoje o indivíduo comum está mais inteirado sobre saúde, corpo humano, alimentação, ciência do exercício do que há anos atrás.

E mesmo que os blogs não sejam fontes confiáveis para substituir o auxílio de um profissional, eles podem sim vir a lhe ajudar, assim como oferecer pontos de partida, gerar reflexão e busca por novas estratégias que talvez aquele mesmo especialista, estudioso, cientista, médico, professor que você tem por perto talvez não tenha tido a chance de lhe oferecer.


Um desses temas é a visão que temos a respeito das gorduras, proteínas e carboidratos.

Algo como: "Gordura engorda, você precisa de carboidrato se não morre e proteína demais acaba com os rins".

Dogmas, amigos. Precisamos acabar com eles, levar em conta, que qualquer que seja o artigo científico utilizado como base, seja qual for o órgão patrocinador, tempo de duração do estudo, condições e pessoas utilizadas como base, ainda assim, eles não são o suficientes para afirmar que isso ou aquilo é realmente bom para você especificamente.

Lembre-se: Você é único, por isso, além de pesquisas, consulta com um especialista na área que você precisa, observe, teste e experimente, é um direito seu.

Foi assim que despertei meu interesse por Nutrição e Educação Física, e foi assim também que me identifiquei com uma dieta baixa em alimentos industrializados, prática de jejum, uso de cosméticos naturais, menos álcool, nada de cigarros ou drogas, vida sem televisão e mais livros, casa sem sofá, banho gelado e... Menos carboidratos, mais proteína e gordura.

Mas vamos às evidências...

Sim! Existem evidências científicas que apontam que uma dieta baixa em carboidratos para boa parte da população (tanto para os praticantes de alguma atividade física, assim como a maioria sedentária) tende a ter efeitos positivos tanto para o sistema nervoso, como para recomposição corporal (menos gordura, maior densidade óssea e massa magra, os "muquinhos").


E daí vai o senso comum também...

Você não precisa ir longe para saber que nosso corpo é o mesmo há no mínimo dez mil anos. Pense em tudo o que mudou até aqui. Enquanto nossos antepassados faziam 10-12 horas de atividade física ao dia, se preocupando inteiramente com a sobrevivência, nossa uma hora ou duas de academia, "treinão", funcional, corrida, futebol, surfe de fim de semana, não é o suficiente para justificar a quantidade de carboidratos que a maioria ingere.

Os carboidratos são açúcares e representam a fonte preferida de energia de nosso corpo, a glicose.

Existe no entanto um porém, relacionado ao fato de nosso corpo ser muito adaptável: açúcar de menos, o corpo tem que se virar (veremos a seguir), açúcar de mais = aumento de reserva de energia = togordatogordo.

Acontece, mas tem solução...

O simples fato de cortar alimentos processados, refinados e industrializados ao máximo já é o suficiente para diminuir boa parte dos carboidratos que consumimos e ter resultados excelentes.

De sobra e até mais importante, cortamos de tabela, os conservantes, adição de sal, açúcar, corantes, e outros produtos químicos.

Quando esse fato chegou até mim há mais ou menos oito anos, logo quis experimentar. Não só li e continuo lendo tudo o que se faz disponível em relação ao assunto, assim como experimentei a estratégia e motivei muitos a minha volta a realizarem pequenas mudanças: entre eles minha mãe, professores, clientes de treinamento físico, amigos e familiares.

E o resultado para os que experimentam tende a ser positivo. Menos fome, mais disposição, maior hidratação, força, entusiasmo, e claro, mudanças desejáveis no corpo.

Mas como uma dieta com menos carboidratos refinados e industrializados, promove tudo isso?

Lembram que os carboidratos são açúcares e que o açúcar é a opção preferida pelo nosso corpo?

Ao privarmos o corpo do consumo de açúcares em excesso, o corpo se adapta a uma maior produção de glicose (açúcar) através de proteínas e gorduras, o que como consequência, parece nos livrar de gordura acumulada no corpo com maior eficácia.

Vale lembrar que ao cortar arroz, pão, macarrão, sucos, doces, massas, álcool, farinhas, batata frita, você não zera carboidratos. As opções não processadas, como frutas, verduras, batatas, legumes, castanhas, sementes e grãos também fornecem esse nutriente, por isso, nada de pensar que é impossível ou que não dá e outras desculpas.


No entanto, o consumo das mesmas em excesso também dificulta os benefícios citados anteriormente.

Estimular o corpo a ser mais eficaz no aproveitamento de gorduras e proteínas é um processo que não acontece de um dia para o outro. Eu por exemplo, lembro de ter demorado uns 12-14 dias para começar a me sentir realmente bem e sentir diferenças na pele, forma física, cabelo, sono, disposição, libido e concentração.

Também não é um processo que precisamos seguir para a vida toda...

Carboidratos não são inimigos, apenas poderíamos cortar boa parte do consumo e viver com mais qualidade e menos moleza.

Quando sugiro o consumo de proteínas e gorduras me refiro às de qualidade: cortes magros de carne, peixe, frango, castanhas, nozes, sementes, abacate, óleo de coco, coco, manteiga clarificada, de garrafa, ovos. (tudo preferencialmente orgânico).

E claro, se estiver com vontade, conviver com limitação financeira, e/ou não tiver outra opção, caia sim para dentro da carne da feijoada, da carne ensopada, estrogonofe, frango frito, carne moída de segunda, ovo frito, etc. Sugiro porém que experimente comer esses ingredientes sem arroz, batata palha, litros de molho, pão, azeite em excesso, e outros adendos.

O fato de não ter acesso às opções que gostaríamos sempre, não quer dizer que ao comer alimentos mais gordurosos, refinados, ou industrializados precisamos jogar tudo para o alto.

Força. Experimente Você Mesmo.

Postagens mais visitadas deste blog

Passei 1 Mês Comendo 1 Refeição Ao Dia

Janeiro de 2017, acabara de me mudar para uma nova casa. Segui curtindo meu novo emprego (trabalho também como modelo em uma empresa de ecommerce) e super motivado a tentar algo novo, muito diferente do que simplesmente cortar alimentos refinados como vimos no artigo anterior.
A ideia era contrariar uma das estratégias mais eficazes e básicas que você vai ouvir ao visitar um nutricionista:
Coma de três em três horas.
Os motivos para se comer assim são realmente eficazes e incluem:
1) Níveis de energia mais controlados devido à distribuição de açúcar constante e nutrição adequada durante todos os momentos do dia.
2) Menos fome repentina e desejo de comer besteiras monstruosamente; também devido ao açúcar controlado.
3) Maior chance de aproveitamento de tudo o que ingerimos e consequentemente melhor digestão.
4) Diminuição de catabolismo muscular (dano e possível perda de massa magra).
5) Você come menos, de maneira mais controlada e acelera seu metabolismo.
E tudo isso pode ser comprovado po…

Meu Primeiro Ciclo Anabolizante

O que você precisa saber antes de ler esse artigo:
1) Não vai ter "para, para, para" do João Cléber.



2) A venda de anabolizantes e suplementos alimentares estrangeiros sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e sem informações de rotulagem em português é crime contra a saúde pública.

3) Por outro lado, a venda e prescrição de determinadas substâncias anabolizantes no Brasil não é ilegal desde que prescrita pelo devido médico.
Segue o artigo:

Art. 1o A dispensação ou a venda de medicamentos do grupo terapêutico dos esteroides ou peptídeos anabolizantes para uso humano estarão restritas à apresentação e retenção, pela farmácia ou drogaria, da cópia carbonada de receita emitida por médico ou dentista devidamente registrados nos respectivos conselhos profissionais.(PLANALTO, 2000)
Com uma observação:

Mesmo respeitando a lei, ou com a prescrição de um médico, tomar anabolizantes, seja para reposição ou para correção do nível de algum determinado hormônio pode a…

3 Estratégias para Comer Como um Unicórnio & Não Ganhar Gordura Corporal

Caso você não saiba, unicórnios são criaturas graciosas que apesar de raramente vistas, comem muito e ainda assim trotam por aí arrancando suspiros de seres humanos indefesos.


Ainda assim, por mais mágicos que eles sejam, existem também seres humanos que comem muito, talvez dois ou três unicórnios por refeição e ainda assim nós fazem questionar e arrumar desculpas para os mesmo seguirem sempre esbeltos:

"É a genética." Silvio Santos
"Está tomando bomba." Hulk
"Deve ter algo vivendo dentro da barriga." Alien

Brincadeiras a parte, chegamos ao ponto de desconfiarmos se o indivíduo em questão não sofre de bulimia ou algum distúrbio de ansiedade.

Escrevo tudo isso com base no fato de que eu sou um desses destruidores de comida e por muitas vezes me senti alvo de críticas e inibido ao sair para comer com aqueles que não me conhecem tão bem.

Mas então? Qual é o segredo? O Nilogia Fitness foi até até o Reino Encantado das Coisas Que Não Acreditamos Serem Possíveis p…